Saúde Bucal

Nos primeiros anos de vida, é necessário fazer escovação (sem pasta de dentes para evitar fluorose), e conforme algumas pesquisas científicas, recomendamos pasta que não contenha flúor, após todas as mamadas. No caso de a criança não ter dentição, pode-se passar gazes levemente na língua e gengiva, principalmente à noite, para que o alimento não fique fermentando a noite toda na boca.
 
As pessoas geralmente perguntam qual a idade ideal para a primeira visita ao dentista, nós recomendamos que seja antes da criança nascer.
 
A cárie e a doença na gengiva têm início na formação da "placa bacteriana". A placa bacteriana é proveniente da higiene oral deficiente, falta de uso de fio dental, escovação inadequada e com pouca freqüência. Tanto adultos quanto crianças podem sofrer com estes males.
 
Infelizmente, já atendemos casos, onde a criança praticamente perdeu todos os "dentes de leite", por causa da cárie. Outro fator, é que as doenças da gengiva aparecem quando a placa bacteriana não é removida através de higiene oral. Essa placa, com o passar do tempo, vai sendo calcificada através da saliva formando o "tártaro". O tártaro vai crescendo e se depositando no sulco entre a gengiva e os dentes, dando início a um processo inflamatório da gengiva, que começa a sangrar e doer.
 
Foi feita uma descoberta pela "Associação Americana para o Progresso da Ciência", em 1998, que essas bactérias, quando caem na circulação sangüínea, podem levar à formação de coágulos, que são a principal origem de ataques cardíacos e derrames.
 
Portanto, a visita anual ao dentista é questão de prevenção para manter uma qualidade de vida.