Que sorriso lindo!

23/03/2012 10:39

 

Quer sorrir sem medo de ser feliz? Fique por dentro das novidades!

Seus dentes estão um pouquinho tortos, manchados ou lascadinhos e, por isso, você tem vergonha de sorrir? Relaxe. Consulte seu dentista e verá como ele tem a melhor solução para o seu caso.

Aparelho que some na boca
Os aparelhos, feitos para corrigir dentes fora de posição e mordidas tortas, estão cada vez mais bonitos. Para quem detesta o "sorriso metálico", a saída é usar o aparelho feito de resina ou porcelana, que imita a cor natural dos dentes. Ele movimenta a arcada, levando os dentes à posição correta, exatamente como faz o aparelho de metal, com a vantagem de ser discreto.
Outra novidade é o aparelho palatino, que, colocado por trás dos dentes, fica totalmente escondido. A desvantagem é que o método é eficiente apenas para resolver casos de dentes pouco encavalados.

Dentes perfeitos num passe de mágica
Quem já teve uma fratura ou possui um sorriso com dentes de vários tamanhos sabe quanto o detalhe incomoda. Mas a odontologia já tem uma maneira prática de resolver isso. As facetas de porcelana funcionam como uma capinha e cobrem dentes manchados ou de tamanhos diferentes. São lâminas finíssimas que imitam, com perfeição, dentes naturais. "O dentista desgasta um pouco o dente e, em seguida, cola a faceta com um adesivo especial. A técnica não dói e é rápida", explica o dentista Michel Nicolau Youssef, professor de dentística da USP e da UNICSUL. A duração das facetas é grande. Quando bem-feitas e colocadas de maneira correta, duram praticamente a vida toda.

Cirurgia reparadora
Sempre que sorrimos, a gengiva deve ficar quase que totalmente coberta pelo lábio superior. Quando ela está desproporcional ao tamanho dos dentes e aparece demais, a solução pode ser a redução de tamanho. "Em alguns casos, fazemos pequenos cortes na gengiva. Com instrumentos especiais, desgastamos o osso, até que adquira um contorno harmonioso. O paciente recebe anestesia local e não sente dor nenhuma", garante a endodontista e protesista Jussara de Campos Ferraz. O pós-operatório também é tranqüilo. "Pedimos à pessoa que não faça muito esforço físico durante os dois primeiros dias. E que, na primeira semana, evite bebidas e alimentos muito quentes", alerta Jussara.
Vale lembrar que, antes de fazer a cirurgia, é preciso ter certeza de que a fase de crescimento já terminou, ou há o risco de ter que repetir a operação alguns anos depois. Para saber quando o jovem já está preparado para a intervenção, os médicos aconselham uma visitinha ao ortopedista. "Com um raio X da mão, ele consegue dar uma informação correta e diz sim ou não à cirurgia. Por isso, é importante ouvir a opinião desse profissional", alerta Marcelo Kyrillos, cirurgião- dentista.

Branquinhos, branquinhos...
Para clarear manchas e mudar o tom de dentes naturalmente amarelados, existem dois caminhos: um deles é fazer o clareamento no consultório. O tratamento combina a aplicação de peróxido de hidrogênio ou peróxido de carbamida com luz alógena ou laser. Duas ou três aplicações, com uma hora e meia cada uma, são suficientes para mudar a cor do esmalte.
Outra opção é fazer o tratamento em casa, com moldeira. Ela é feita sob medida e deve ser preenchida com as mesmas substâncias indicadas para o tratamento em consultório. A diferença é a concentração. O produto utilizado em casa é de ação mais suave. Para alcançar um bom resultado, é preciso usar a moldeira por duas horas diárias, de duas a três semanas.
As duas técnicas, quando bem-feitas, não enfraquecem nem retiram o esmalte dos dentes. "O segredo está no acompanhamento. Qualquer tratamento para clarear dentes, mesmo que feito com pastas e adesivos clareadores, vendidos em farmácias e supermercados, precisa ser supervisionado por um profissional responsável. É ele quem vai dizer qual é a concentração correta de produto, o tempo de uso e, principalmente, a hora de parar", explica Kyrillos.
O clareamento normalmente precisa ser repetido, em média, a cada três ou quatro anos, Mas quem vai definir isso é o seu dentista.

Cuidados básicos
Antes de encarar qualquer tratamento estético, é bom estar com a saúde dos dentes em dia. Para fazer uma redução na gengiva, por exemplo, primeiro é preciso ter certeza de que não se trata de inflamação, tratada facilmente em consultório e sem nenhuma cirurgia. No caso das facetas de porcelana, é necessário corrigir problemas de mordida antes de colocá-las, ou elas vão se desgastar rapidinho. O ideal é passar por avaliação clínica.

fonte e imagem: Revista Atrevida

Voltar

Contato

Endereço:
SEPS 714/914, Edifício Santa Maria,
Sala 313 (3ª andar) - Asa Sul

Emergência Particular Agendada 24 horas:

(61) 99299-3679


Horário Comercial: (61) 3345-7932

DF-EPAO-1964

Responsável Técnico: Dr.ª Andrea - CRO/DF 8503