Qual o risco de Clareamento caseiro feito sem supervisão ?

Atualmente, o mercado oferece várias opções de clareamento para o leigo, que deseja ter um sorriso estético mais branco. Muitas pessoas que fumam, tomam café, refrigerantes, bebe vinho e têm contato constante com corantes na alimentação, são propensas a ter um sorriso amarelado ou manchado.

Esteticamente, as novas tecnologias de clareamento revolucionárias, podem ajudar as pessoas, mas o grande problema é que muitos leigos, possuem "dentes sensíveis", ou que têm infiltração, causados por cáries imperceptíveis. Por isso, ao usar o produto em casa, que em sua maioria são ácidos, lesam o dente infiltrado e a gengiva, provocando queimação e até mesmo, lesão interna do nervo (polpa), em consequência a pessoa têm que fazer tratamentos mais sérios, como "canal".

Outro fator, é que em pessoas que têm prótese ou restaurações em geral, como do tipo coroa e facetas, estes produtos não clareiam igual aos dentes naturais, precisando de um intervenção de um profissional. Jovens, possuem uma polpa dentinária muito grande e na idade de até 16 anos não é recomendado este procedimento sem supervisão.

Clareamento caseiro, demora mais do que feito em consultório, a diferença é que o o gel clareador é mais concentrado e o dentista utiliza raio laser para ativar os componentes do gel de forma mais rápida e precisa. O resultado aparece em até três sessões, dependendo de cada caso e a duração dos efeitos é prolongada de no máximo dois anos, dependendo dos cuidados do paciente após clareamento.

A supervisão do dentista é indicado nos dois tipos de clareamento, porque pode indicar o melhor produto e métodos para retirar cada tipo de mancha nos dentes e evitar problemas de mau uso. Por isto, não é recomendado fazer clareamento por conta própria.

Ligue agora e agende sua consulta!
Fone: (61) 3345-7932
Urgência 24 horas
Fone: (61) 8416-1147