O que é Biossegurança em consultório odontológico?

22/08/2012 10:50

Na Odontomaxx, higiene e biosegurança são princípios básicos e fundamentais, indispensáveis para o sucesso do tratamento.

Biossegurança em consultório odontológico é um conjunto de medidas preventivas destinadas a reduzir o risco de transmissão de doenças infecciosas, as pragas de quarentena, as espécies exóticas invasoras, organismos vivos modificados.

Em todos os instrumentos odontológicos, dos mais simples aos mais sofisticados, esconde-se um universo imenso de microorganismos patogênicos. A flora bucal abriga em média 300 diferentes microorganismos.

Para evitar o risco de contaminação cruzada, a limpeza e a esterilização dos instrumentais e equipamentos são fundamentais. O processo se inicia com a desinfecção dos instrumentos que em seguida, são lavados, acondicionados e esterilizados em autoclave. Todo processo de esterilização e desinfecção é executado obedecendo a rígidas normas de biosegurança.

O protocolo de Biossegurança deve ser seguido, não só para proteção do paciente como do próprio profissional.

Consta como parte da biossegurança o uso de equipamentos e materiais por parte do profissional e equipe auxiliar como: máscaras descartáveis, gorros descartáveis, luvas de procedimento e cirúrgicas, protetor de pontas descartáveis (alta e baixa rotação e outras pontas auxiliares), agentes químicos de desinfecção e esterilização de superfícies e instrumentais, filme plástico para cobertura de áreas tocadas durante os procedimentos, antissépticos para o paciente fazer bochecho antes de qualquer procedimento.

É aconselhável que o profissional e sua equipe tomem vacinas contra:

  • Hepatite B;
  • Sarampo;
  • Rubéola;
  • Parotidite;
  • Tétano (mesmo que o risco seja quase nulo);

Enquanto na população em geral a hepatite B apresenta-se em torno de 4%, entre os profissionais de odontologia gira em torno de 13%;

LIMPEZA DAS PONTAS DE ALTA E BAIXA ROTAÇÃO E PONTAS DE PERIFÉRICOS
Em testes científicos, encontraram numa única ponta de alta rotação mais de mil streptococcus do tipo mutans. O maior foco de contaminação é onde ficam as turbinas, na cabeça. Em virtude de funcionarem à base de água e ar comprimido, as pontas de alta rotação e outras, após a operação, existe um refluxo de líquidos que pode chegar até as cânulas.

Na Odontomaxx temos os sistemas check valve e Bio system, estes sistemas impedem retorno dos líquidos contaminados após o processo cirurgico e além disso as mangueiras podem ser lavadas internamente com uso de um jato contendo cloro. A maior parte das pontas são autoclavadas, e essa é a melhor maneira de realizar a esterilização.Quanto àquelas que não podem ser autoclavadas, são usados protetores descartáveis de látex ou filme plástico. As pontas não autoclaváveis são limpas, através de uma criteriosa limpeza com água e sabão neutro para remoção de debridamentos orgânicos, e é feito a lubrificação antes do empacotamento em “luva” com solução desinfetante.

LIMPEZA DE AR CONDICIONADO
Segundo a RE-176/00 do Ministério da Saúde, em ambientes fechados, as empresas devem implantar o Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC) sob a responsabilidade de técnico ou empresa especializada, realizando limpezas periódicas e mantendo as informações atualizadas e avalizadas pelo encarregado de manutenção.

A resolução ora em vigor define os procedimentos a serem utilizados pelas vigilâncias sanitárias no que compete à fiscalização da qualidade do ar dos ambientes refrigerados. O processo de análise é bastante simples. Técnicos colhem amostras do ar, absorvidas por aparelho dotado de filtros com meio de cultura, para determinar os microorganismos existentes. Depois da coleta do material, os filtros são colocados em incubadoras. Se o laudo determinar contagem de microorganismos acima de 750 Unidades Formadoras de Colônia (UFC) - padrão estipulado pela Organização Mundial de Saúde - por metro cúbico de ar, o ambiente é considerado impróprio para a saúde, e o responsável penalizado na forma da lei.

Não existe ainda estatísticas no Brasil, sobre o ar interno nas empresas, mas pesquisas da Associação Médica Americana revelam que 1/3 dos casos relatados no Boletim Nacional de Saúde Pública Americana tem causa diretamente ligada à poluição de interiores. Entretanto, o maior perigo de interiores contaminados é a possibilidade de presença da Legionella Pneumophila, bactéria que habita principalmente em aparelhos de ar condicionado. Ela foi descoberta em 1976 quando vitimou nada menos do que 255 legionários americanos, que participavam de uma convenção em um hotel, na Filadélfia. Todos foram hospitalizados em estado grave e 34 morreram. A legionella prolifera principalmente em bebedouros, sistemas de ar-condicionado central e torres de refrigeração de água. As pessoas portadoras de doenças respiratórias são as mais propensas ao contágio. A legionella pode desencadear verdadeiras epidemias de pneumonia em empresas, ou estar presente em casos isolados. A doença, porém, é curável, desde que diagnosticada a tempo.

Na Odontomaxx seguimos procedimentos preventivos, conforme, o Ministério da Saúde, ao qual determina que os sistemas de Ar Condicionados, devem ser limpos e higienizados a cada 30 dias e conforme, a ANVISA, devendo haver a limpeza geral a cada 6 meses.